LANTEJOULAS NO MEU TÉDIO

http://lantejoulasnomeutedio.wordpress.com/


Lantejoulas no meu tédio é uma ação que aconteceu dentro do ônibus Circular 4, em Belo Horizonte no ano de 2009. A artista, vestida a caráter, derrama em uma subida um saco com 15 quilos de laranja. A ação pretende articular situações que provocam o estranhamento dos atos cotidianos, oferecendo ao público o privilégio da fruição de algo em aberto, processual e, portanto, aparentemente simultâneo à criação. Ação de estranhamento, a performance  busca a transcendência cotidiana, nos indagando sobre os nexos existentes entre a vida diária e  a fatalidade.

 Lantejoulas do meu tédio trabalha uma realidade programada, por outro lado, conta com o acaso e com a saída do tédio cotidiano através da situação-surpresa em um ônibus onde laranjas caem de uma sacola. As laranjas são como lantejoulas, uma forma de “pintar o cotidiano”, dando-lhe uma cor que ele não tem.

Há dois momentos constituintes do trabalho: primeiro, a ação no ônibus. Aqui o cômico não tem vez porque há preocupação com o julgamento do outro. O cômico implica um afastamento, que é oferecido pelo momento número dois, que é o vídeo que registra a ação. O que se apresenta ao público como produto final é o registro em vídeo, mas ele é totalmente dependente da ação (ou daquele primeiro momento já referido).

Performance: Camila Buzelin

Registros:

-fotos: Márcia Renó e Cecilia Silveira

-vídeo: Márcia Renó

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s